Gestão de condomínios

Serviços Administrativos

 


  • Receber, guardar e manter toda a documentação referente ao condomínio;
  • Celebrar os contratos necessários ao regular funcionamento do condomínio;
  • Assegurar a correta administração do condomínio.
  • Convocar as assembleias enviando convocatória a todos os condóminos;
  • Presidir e mediar as Assembleias Gerais;
  • Elaborar as respectivas atas e executar as deliberações da Assembleia de Condóminos;
  • Enviar cópia das atas a todos os condóminos;
  • Arquivar toda a correspondência e organizar o arquivo do condomínio;
  • Representar o condomínio perante as entidades administrativas e outras
  • Elaborar um regulamento do condomínio que complete as disposições legais previstas nos Artigos 1414º a 1438º do Código Processo Civil;
  • Inscrever o condomínio no R.N.P.C. (Registo Nacional de Pessoas Colectivas). Prestar aconselhamento jurídico;
  • Acionar os mecanismos judiciais para cobrança coerciva das quotas de condomínio, se necessário;
  • Representar o condomínio perante as entidades administrativas

 

Serviços Financeiros

 


  • Elaboração e execução de orçamento anual, com determinação da quota a ser paga por cada condómino;
  • Prestação de contas e elaboração de relatório anual baseado em critérios contabilísticos, com o respectivo suporte documental e apoiado em sistema informático;
  • Cobrar as quotas do condomínio em data definida pela Assembleia de Condóminos.
  • Dar quitação de todos os valores recebidos, através de competentes recibos. Dotar o Condomínio de Fundo Comum de Reserva (Art.º 4.º – Dec.Lei n.º 268/94).
  • Elaborar e afixar Mapa de Pagamentos das quotas.
  • Pagamento de todas as despesas inerentes ao condomínio (seguros, água, electricidade, contratos de manutenção e outras);
  • Gerir a conta bancária do Condomínio;
  • Elaborar e apresentar um relatório de fecho de contas anualmente.

 

Seguros

 


  • Verificar a existência do seguro obrigatório de cada fração;
  • Consultar o mercado segurador e subscrever uma apólice de seguro do condomínio;
  • Participar qualquer sinistro nas partes comuns ou privativas quando a origem seja nas partes comuns, no âmbito da apólice do condomínio;
  • Gestão e acompanhamento das obras e reparações dos danos desde que o sinistro tenha tido origem nas partes comuns

 

Manutenção

 

 


  • Visitar pelo menos uma vez por semana o condomínio para manutenção e verificação do bom funcionamento do mesmo, ver o correio e substituição de lâmpadas, etc.
  • As lâmpadas e qualquer outro material que seja necessário substituir, será debitado ao condomínio.
  • Quando não for possível resolver os problemas pelos próprios meios, encarregamo-nos de recorrer a colaboradores e selecionar as propostas mais favoráveis para o condomínio.
  • Fiscalizar a actuação dos prestadores de serviços no condomínio.;
  • Fiscalizar o estado de limpeza do condomínio.